Este blogue pretende dar a conhecer “leituras” realizadas por alunos do AEMD. Está associado ao projeto "Cartão de Fidelidade" da Biblioteca Escolar que atribui pontos por cada opinião sobre livros lidos.

18
Out 11

Autor: Ben Rice

Editora: Dom Quixote

Edição: 3ª edição

Local: Lisboa

Data de Publicação: Dezembro de 2006

Modo literário: Narrativo

Género literário: Conto

 

Opinião sobre o título e sua relação com a obra lida:

    Apesar do livro parecer infantil por causa da imagem, este conto emocional é apreciado por leitores de todas as idades. “Pobby e Dingan” no contexto da obra vivem em Ligthning Ridge, em New South Wales, capital das opalas, na Austrália. “Pobby e Dingan” são amigos imaginários de Kellyanne Williamson, filha de um mineiro e irmã de Ashmol Williamson. Pobby é um rapaz e Dingan é uma rapariga. Na verdade, apenas Kellyanne os pode ver. Na imagem, Kellyanne tem 3 chupas na mão, porque como quase toda a gente sabia que ela tinha dois amigos imaginários, então, quando ela ia ao supermercado que se chamava Khan’s, onde a mãe trabalhava, a Sra. Schwartz dava-lhe sempre 3 chupas. Um chupa era para ela, outro era para o Pobby e o outro era para a Dingan, apesar de eles não existirem. Kellyanne ficou muito doente, porque os seus amigos imaginários desapareceram. Foi o irmão de Kellyanne que encontrou os amigos imaginários, numa noite escura na mina, onde o pai trabalhava.

    Os amigos imaginários de Kellyanne morreram de baixo de uma galeria, na mina. No final Kellyanne também morreu com desgosto e tristeza porque os seus amigos imaginários tinham morto.

    Moral da história: por alguém não poder ver algo, não quer dizer que não exista.      

 

Apresentação de informações sobre o autor:

    Ben Rice nasceu em Devon, Inglaterra, em 1972 é um premiado autor britânico, educado na escola Blundell. É professor de Inglês na Universidade de Newcastle e no Wadham College de Oxford. Bem Rice vive em Londres. O seu romance Pobby e Dingan (mais tarde filmado como Opal Dream) foi agraciado com o Prémio Somerset Maugham em 2001 (além de ser indicado para o Prémio John Rhys Llewellyn), e em 2003 nomeou-o Granta como um dos vinte melhores jovens britânicos romancistas.

 

 

Magalie Reis,10ºA - Dezembro 2010

publicado por buelivros às 11:42

Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO