Este blogue pretende dar a conhecer “leituras” realizadas por alunos do AEMD. Está associado ao projeto "Cartão de Fidelidade" da Biblioteca Escolar que atribui pontos por cada opinião sobre livros lidos.

02
Mai 19

amiga genial.jpg

 

Título: A Amiga Genial

Autora: Elena Ferrante

Editora: Relógio d’água

Ano de Edição: 2014

Nº de páginas: 264

 

Sinopse

A Amiga Genial é o primeiro de uma série de 4 livros que contam a história de duas amigas de Nápoles nascidas no pós-Guerra, Elena e Lila, desde a infância até à velhice. A Amiga Genial, o primeiro volume, cobre os acontecimentos desde a infância à adolescência narrados na primeira pessoa por Elena, uma rapariga inteligente, sossegada e estudiosa, o completo oposto da amiga que, por sua vez, se revela corajosa, rebelde, determinada mas igualmente inteligente. Apesar das diferentes personalidades, Elena e Lila acabam por se tornar melhores amigas, amizade esta que perdurará ao longo dos anos, ainda que ambas tenham seguido diferentes percursos, uma vez que, ao contrário de Lila, Elena continua os estudos, enquanto a amiga tem de lutar por si e pela sua família no bairro onde vive.

Apreciação crítica:

Esta foi, sem dúvida, uma leitura fantástica que me surpreendeu bastante pela positiva. Na verdade, depois de ler a contracapa fiquei logo com a ideia de que o livro não se tratava de um simples romance cliché, mas sim de uma complexa história de amizade. Uma amizade entre duas mulheres (tema pouco explorado, dado que se considerava pouco lucrativo) que crescem e aprendem ao longo da obra e a par de quem lê, numa narrativa cada vez mais envolvente e fascinante.

Gostei bastante da forma como a autora intercala momentos de afeto com momentos de competição, ciúmes e inveja entre as duas raparigas, conferindo um caráter mais real à amizade entre duas personagens complexas em fase de crescimento e constante aprendizagem.

Um outro aspeto positivo são claramente as personagens, muito bem desenvolvidas, com as quais acho impossível não nos identificarmos, pelo menos uma vez, sobretudo se formos raparigas, apesar da história se desenrolar há mais de 50 anos. Reconhecemos na nossa própria história pessoal momentos de pura felicidade e inocência da infância, e ainda momentos da adolescência em que se deu demasiada importância àquilo que não tinha. O nosso próprio crescimento e desenvolvimento são, também, aspetos em que pensamos ao longo da narrativa.

O contexto social do bairro suburbano, onde o egoísmo, o medo e a violência eram factores constantes, tornam esta história ainda mais realista, ajudando a caracterizar a realidade do Pós-guerra em que Elena e Lila viviam. Torna-se bastante clara a forma como o ambiente molda as pessoas e gostei imenso da forma como as personagens lidam com isso, divididas entre tentar diminuir o ódio presente no seu dia-a-dia e ascender, fugindo ao ambiente de pobreza a que estão sujeitas.

Todos estes aspetos aliados a uma escrita fluída e vocabulário simples ajudam o leitor a sentir-se uma parte da história, crescendo e aprendendo a par das personagens.

No final da obra torna-se impossível não pensar nos caminhos que ambas as raparigas seguirão. Mal posso esperar para ler os restantes volumes!

Citação preferida:

“A vida era assim e ponto final, crescíamos com a obrigação de torná-la difícil aos outros antes que os outros a tornassem difícil para nós.”

Data de leitura: março 2019

Nome: Maria Oceana Carmona Fernandes,10ºA

estrela2.JPG

publicado por buelivros às 19:32

Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO