Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BUÉ LIVROS

Este blogue pretende dar a conhecer “leituras” realizadas por alunos do AEMD. Está associado ao projeto "Cartão de Fidelidade" da Biblioteca Escolar que atribui pontos por cada opinião sobre livros lidos.

BUÉ LIVROS

Este blogue pretende dar a conhecer “leituras” realizadas por alunos do AEMD. Está associado ao projeto "Cartão de Fidelidade" da Biblioteca Escolar que atribui pontos por cada opinião sobre livros lidos.

28.Jan.18

O Primo Basílio, Eça de Queirós

o primo basílio.jpgo primo basílio2.jpg

 

Autor: Eça de Queirós

Título: O Primo Basílio

Editora: Livros do Brasil

Data de publicação (original): 1878

Número de páginas: 457

 

 Assunto/Sinopse

Jorge e Luísa são o típico casal burguês da classe média lisboeta de finais do século XIX. Um casal cujo equilíbrio fica em risco com a partida de Jorge para o Alentejo onde permanece várias semanas. Entretanto, Luísa, aborrecida e sozinha em casa, recebe a visita do seu primo Basílio, com o qual outrora havia tido um caso amoroso. Estas visitas começam a ser frequentes e, seduzida por Basílio, Luísa acaba por cair em adultério numa história de chantagem, imoralidade e tragédia.

Apreciação crítica/Impressões de leitura

Uma obra fantástica que me surpreendeu bastante pela positiva. Por ser o primeiro livro que leio do escritor, para além dos Contos, pensei que seria mais monótono e de difícil compreensão, mas foi para mim uma leitura fluída e divertida, escrita com bastantes detalhes e descrições, que foram capazes de me fazer viver a história à medida que é narrada. Outro aspeto de que também gostei bastante foram as personagens do livro, cada qual com a sua personalidade e todas diferentes, desde a mais simplles à mais excêntrica, da mais honesta à mais cruel e mesquinha, todos tornaram esta leitura mais envolvente e cativante. Outro aspeto positivo são as críticas tecidas ao longo da obra às várias personagens, cheias de ironia e humor. Uma incrível leitura, já que Eça de Queirós foi capaz de transformar um romance cliché numa história espantosa que retrata na perfeição a sociedade da época.

Citação preferida

"É que o amor é essencialmente perecível e na hora em que nasce começa a morrer."

 

Oceana Fernandes,  9A-S   

Data de leitura: janeiro de 2018

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.